Soluções verticalizadas de Byod são forte tendência em mobilidade para 2015

Home »  BYOD - Consumerização »  Soluções verticalizadas de Byod são forte tendência em mobilidade para 2015

Setores como saúde e finanças necessitam de um olhar específico, de forma a atender regulações de segurança

por MDM Solutions

A oferta de soluções de Bring Your Own Device verticalizadas é uma das principais tendências para o mercado mundial de mobilidade em 2015, segundo artigo do CEO da Nubo, Israel Lifshitz, publicado pelo site TechZone 360°.

Responda aqui o questionário: “Byod no Brasil: adoção, visão, gestão e desafios na visão dos líderes de TI”.

“Em Saúde, por exemplo, médicos normalmente trabalham fora do hospital ou clínica, tornando aplicativos móveis ainda mais necessários do que no passado”, constatou. Garantir a proteção de informações de saúde (PHI, ou Protected Health Information) desses apps é uma necessidade primordial, especialmente para atendimento a regulações, como é o caso da HIPAA (Health Insurance Portability and Accountability Act), nos Estados Unidos.

Na visão do especialista, bancos e instituições financeiras também possuem alta necessidade de proteção e políticas, uma vez que carregam dados extremamente sensíveis e precisam atender às regulações de segurança específicas do seu setor.

Além de soluções verticais para Byod, Lifshitz cita como principais tendências de mobilidade para o ano que vem: crescimento do uso de phablets e segurança como tema central em aplicativos móveis.

Saiba mais:

Estratégias em mobilidade têm forte tendência de crescimento no Brasil, diz AirWatch by VMWare

Brasil investirá mais em mobilidade do que a média mundial

MAM, o apoio para aplicações móveis do Enterprise Mobility Management

Imagem: Freeimages.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>